As vantagens do uso do concreto protendido em sua obra

A protensão do concreto é um processo utilizado na construção civil para aumentar a resistência à tração do concreto. Esse método consiste em dar tensão aos cabos de aço antes de realizar a cura do concreto, e tem como objetivo melhorar o desempenho das estruturas aproveitando de todo o potencial do concreto à compressão, transferindo os esforços relacionados à tração para a armadura.


Como a resistência à tração do concreto é muito menor quando comparada à sua resistência à compressão, é bem eficiente transferir a tração ao aço e deixar o concreto responsável pelos esforços de compressão.

A produção do concreto protendido é feito através de cabos de aço inseridos no concreto quando este já está curado e com uma resistência mínima, necessária para evitar danos ao ponto de apoio na aplicação da carga. Os cabos atravessam a estrutura, seja viga ou laje, nas partes superiores e inferiores. A tensão dos cabos é conferida por macacos hidráulicos e realizada após o concreto atingir a resistência mínima.


A utilização do concreto protendido pode ser feita em diferentes estruturas, como, por exemplo, na construção de silos, lajes, armação de blocos e sapatas, reforço de estruturas, entre outras.


Vantagens com a utilização do concreto protendido


O concreto protendido pode ser usado em diferentes tipos de construções, desde as mais complexas, até aquelas de pequeno e médio porte. Entre suas vantagens, estão:


- Execução de grandes vãos, já que a laje feita com concreto protendido vence vãos que o concreto tradicional não consegue;

- Possibilidade de desenvolver projeto arquitetônicos mais ousados, além de possibilitar maior variedade no projeto, já que existe maior distância entre os pilares;

- As lajes são mais finas, e assim a estrutura da edificação fica mais leve;

- Redução de deformações e fissuras, além de maior facilidade na manutenção;

- A construção é mais rápida devido à facilidade de execução e a possibilidade de reaproveitamento das fôrmas;

- Economia na quantidade de concreto e aço devido ao uso da seção transversal e por serem utilizados materiais de maior resistência;

- Aumento da capacidade de cisalhamento;

- Indicado também para construção de vasos de pressão e estrutura de retenção de líquidos;

- Manutenção reduzida;

- Adequado para construções de edifícios, pontes e construções repetitivas;

- Pode ser usado para a recuperação ou reforço de estruturas comprometidas.


Algumas desvantagens:


- Dependendo da geometria da estrutura, o método pode se tornar inviável de ser aplicado;

- Necessita de aço e concreto altamente resistentes, que custam mais caro que os comuns;


Conheça os tipos de concreto protendido


Pós-tracionado aderente


Representa um tipo de concreto protendido onde o pré-alongamento da armadura ativa é realizado após o endurecimento do concreto. Para realizar esse processo, são usados como apoio partes do próprio elemento estrutural e são injetadas bainhas, com o objetivo de criar aderência com o concreto permanentemente.


O concreto protendido com aderência é muito flexível, e por isso pode ser usado em diversos tipos de obras da construção civil. Alguns exemplos são coberturas de grande vão, pontes, barragens e grandes reservatórios de água.


Pós-tracionado não aderente


Da mesma forma que o outro tipo de concreto protendido, o processo de pré-alongamento da armadura também é feito após o endurecimento do concreto e utilizam-se as partes do próprio elemento estrutural como apoio.


Entretanto, não é feito o procedimento para criar aderência com o concreto, e a armadura permanece ligada ao mesmo somente em alguns pontos específicos.


O concreto pós-tracionado não aderente é mais indicado para construções residenciais e comerciais. As cordoalhas são facilmente manuseadas, e possuem colocação e fixação práticas, podendo ser desviadas de obstáculos.


Para saber mais sobre o uso e a eficiência desse processo em sua residência, entre em contato com a nossa equipe pelos nossos telefones:


(32) 2152-0299 / (32) 9 9973-7008


Fontes:

Escola Engenharia

SH

Logo Assinatura Branca.png
  • Ícone_FB
  • Ícone_IG