Os principais tipos de laje para construção

As lajes têm papel fundamental em uma construção. Essas estruturas horizontais e planas são sustentadas por vigas e pilares e têm como função realizar a cobertura, forro ou piso de uma edificação.


Muitas casas são construídas com lajes por baixo de seus telhados, com o objetivo de intensificar o isolamento térmico ou acústico e para servir de forro para os ambientes.

Conheça nesse post os principais tipos de lajes e suas características.

Laje Maciça


Essa é a laje mais tradicional e mais usada nos empreendimentos construídos no Brasil.

Moldada in loco, a laje maciça é formada por uma malha de vergalhões feitos de aço e por concreto, que é lançado sobre uma fôrma. Terminada a secagem do concreto, a laje é finalizada.


É utilizada, geralmente, em vãos pequenos, de 3 a 6 metros.


Por que usar essa laje?


A laje maciça, quando concluída, transforma-se em uma peça única, que se contrai de maneira uniforme e, apesar de ser uma estrutura pouca espessa, torna-se resistente à fissuras e trincas. Além disso, é fácil de ser produzida e dá um acabamento liso ao teto.


Laje Nervurada


A laje nervuradas, assim como a maciça, é produzida no local da obra. Composta por nervuras interligadas por capa ou mesa de compressão, essa laje não precisa de concretos entre as nervuras, ficando, assim, mais leve.


Por ser maior que a maciça, utiliza menos ferragem em sua composição, desenvolvendo, assim, uma estrutura mais econômica e que vence grandes vãos mesmo consumindo menos materiais.


A fabricação da laje nervurada é feita sobre fôrmas que moldam as nervuras. Fica a critério dos responsáveis pela construção utilizar um forro para que a laje tenha um acabamento liso na parte inferior ou deixar as nervuras à mostra, algo que tem se tornado comum nos empreendimentos atualmente.


Benefícios


Economia no orçamento por usar menor quantidade de materiais como concreto, aço e madeira; cubetas plásticas podem ser reaproveitadas várias vezes; essa laje tem mais resistência e menos peso na construção e sua instalação dispensa a necessidade de uma mão de obra especializada.


Lajes pré-fabricadas


As lajes conhecidas como pré-fabricadas ou pré-moldadas, recebem esses nomes pois já chegam ao local da construção em estruturas prontas.


A utilização desse tipo de laje geralmente tem um custo mais baixo, já que o uso da madeira é diminuído. Por outro lado, quando escolhida, os processos de instalação e preenchimentos devem ser realizados com cuidado, já que estão propensos a trincas e fissuras.

Existem três tipos de lajes pré-fabricadas:


- Pré-fabricada com poliestirenos (isopor)


Essa laje é feita com vigotas de concreto, que têm os espaços preenchidos por placas de isopor. Por ser um material muito leve, o poliestireno é facilmente manuseado durante sua instalação.


Devido a isso, é preciso cuidado durante a fabricação desse modelo, para que as peças de isopor não sejam quebradas e assim seja necessário reiniciar o processo de produção.


Por que escolher?


Como já dito, é uma laje leve e de montagem rápida. Outros benefícios que possui são o bom desempenho térmico e acústico, e o fato de que o isopor não absorve água, facilitando a instalação de encanamento.


- Pré-fabricada de cerâmica


Indicadas para vencer pequenos vãos na obra, as lajes de cerâmica são comumente usadas em pequenas residências. Sua estrutura é formada por vigotas de concreto, colocadas lado a lado e com lajotas inseridas nos espaços entre elas. A instalação é coberta de concreto.


As lajotas são frágeis e podem se quebrar facilmente, por isso é preciso cuidado durante o manuseio desses objetos.


Os pontos positivos desse tipo de laje são justamente sua utilidade para preencher vãos menores e o baixo custo.


- Pré-fabricada de painéis treliçados


Esse tipo de laje é constituída por painéis de concreto que encostam uns nos outros e possui armação de vigotas de metal treliçadas com isopor como enchimento.


É uma opção indicada para construções menores. Tem resistência maior que as outras lajes pré-fabricadas, apesar de ser um pouco mais cara e vencer vãos médios. Dispensa gastos com acabamentos pelo fato da parte inferior ser bem aceita.


Os pontos positivos são justamente a resistência do material, a economia com acabamentos e ser de fácil transporte.


Lajes Alveolares


As lajes alveolares são usadas, geralmente, para vencer grandes vãos e em espaços maiores. Dessa maneira, não são muito utilizadas nas construções de residências.


É constituída de grandes peças de concreto com cavidades ocas, que representam os alvéolos e dão origem ao nome da laje.


O peso é menor devido às cavidades e a principais vantagens são a resistência do material e a velocidade de instalação devido ao fato de não precisar de armação, carpintaria e revestimento.


Na GoMaq você encontra fôrmas de alta qualidade para a moldagem de lajes maciças e nervuras!


Fontes:

Atex Brasil

InovaCivil

Logo Assinatura Branca.png
  • Ícone_FB
  • Ícone_IG