Os tipos de fôrmas para construção e suas utilizações

As fôrmas para concreto utilizadas em construções são de diferentes tipos. O principal objetivo das fôrmas é moldar a estrutura, e elas variam conforme o material, podendo ser de aço, madeira, alumínio, PVC, papelão ou chapas fenólicas, essas últimas também conhecidas como resinas.


Existem diferentes causas que determinam qual o tipo de fôrma deve ser usado na construção, como: tipo de estrutura a construir, necessidade de fôrmas geométricas, cronograma da obra, número de reaproveitamentos para uma mesma fôrma, tipos de equipamentos disponíveis, espaça e local da construção.


Agora conheça os tipos de fôrmas utilizadas nas construções.

Fôrmas de madeira


As fôrmas de madeira são as mais utilizadas nas construções, pois têm o melhor custo-benefício. Além disso, essas fôrmas podem ser fabricadas no próprio canteiro de obras, e personalizadas de acordo com cargas e pressão exercida pelo concreto, aspectos que variam de acordo com cada empreendimento.


Mesmo com a existência das fôrmas modulares metálicas, que são muito práticas, em diversas situações o uso da madeira ainda é necessário.


Fôrmas de plástico


As fôrmas de plásticos são leves e fáceis de serem montadas. São comumente usadas para a concretagem de paredes, pilares e lajes nervuradas.


Nesse último caso, a fôrma também é chamada de cubeta, e necessita de atenção especial para montar os painéis e quando existe divisão de etapas para passagem de armaduras, malhas e ferragens. Essa fôrma pode ser reutilizada muitas vezes.


Fôrmas de papelão


Esse tipo de fôrma é utilizado na moldagem de pilares de seção circular. Sua capacidade é produzir pilares de 1 m de diâmetro e 8 m de comprimento.


Sua produção é bem econômica, já que não necessita de mão de obra especializada e possibilitam desforma rápida. Contudo, é necessário analisar se vale a pena seu uso. Na fabricação de um pilar é o mais recomendado, mas de dez ou mais pilares, a fôrmas de madeira ou metálicas serão mais eficientes e recomendadas.


Fôrmas metálicas


As fôrmas metálicas são conhecidas por possuírem altas possibilidades de reutilização. Dessa forma, são recomendadas para construções onde se realizam muitas concretagens, como na edificação de grandes prédios, por exemplo.


Os modelos utilizados desse tipo de fôrma são feitos de alumínio e aço.


O alumínio é leve e possibilita concretagens mais rápidas, já o segundo é mais forte e próprio para concretagens mais espessas e de alta pressão.


Fontes:

Mapa da Obra

AEC