Qual o impacto do coronavírus na construção civil?

A pandemia do coronavírus teve grandes impactos sobre a economia mundial, e sobre várias áreas diferentes de atuação. Muitos negócios adotaram o sistema de trabalho denominado home office, onde os funcionários desempenhavam suas funções de suas casas, evitando saírem devido ao isolamento recomendado.


Entretanto, no ramo da construção civil, sabemos que esse regime de trabalho não é possível, já que a presença no canteiro de obras dos funcionários, do engenheiro, e da equipe responsável pela obra é essencial. De qualquer maneira, a segurança de toda equipe é imprescindível. Devido a esse e outros fatores, a construção civil sofreu algumas mudanças provenientes da pandemia. Conheça algumas delas.

A indústria sofreu, inevitavelmente, uma queda na capacidade de produção, mas, apesar disso, a construção civil se manteve em alta, com o aumento da demanda pela construção de obras públicas, como hospitais, prontos-socorros e construções de diferentes portes. Além disso, as taxas de juros permaneceram baixas, o que também contribuiu positivamente para o ramo.


Também é importante mencionar o fato de que a construção civil é muito importante para a retomada da economia, principalmente no atual período de superação da pandemia, marcado pelo surgimento de vacinas, já que é um ramo que gera muitos empregos e contribui para o desenvolvimento de um território através de construções estratégicas e que possuem impactos positivos para a sociedade como um todo.


É fato que, devido à pandemia da COVID-19, a capacidade de fabricação de máquinas e equipamentos utilizados nas construções diminuiu. Afinal, o isolamento social, principalmente, contribuiu para a desaceleração de grande parte da cadeia produtiva, tendo como consequência também a distribuição de menos materiais usados nas obras.


Contudo, é importante olhar pelo lado positivo. As medidas de enfrentamento à pandemia estão crescendo, e, com isso, a retomada gradual dos processos de produção têm voltado aos poucos aos níveis normais, o que já mostra o surgimento de caminhos para a superação de um período tão difícil economicamente.


No meio dos cenários mencionados acima, muitos empresários da construção civil têm encontrado diferentes soluções para driblar as dificuldades e permitirem que o ramo continue progredindo. Uma delas foi aumentar os turnos de trabalho para que, com isso, sejam evitadas aglomerações nos canteiros de obras. Além disso, em muitas construções têm sido adotadas medidas preventivas, como a obrigatoriedade do uso de máscaras e da utilização de álcool gel para a higienização das mãos. Em alguns empreendimentos, inclusive, a temperatura corporal dos membros e funcionários da equipe também está sendo medida.


Essas medidas têm sido muito importantes até mesmo para que os colaboradores conscientizem-se e contagiem pessoas do seu meio de convívio sobre a importância da prevenção para a saúde.


Com esperança e muito trabalho, esse período será superado e o ramo da construção civil vai progredir ainda mais, gerando empregos e construindo mais empreendimentos.


Fontes:

Sienge

Ambar.tec

Migalhas